21 fevereiro 2012

República da Anomia


“A anomia é um estado de falta de objetivos e perda de identidade, provocado pelas intensas transformações ocorrentes no mundo social moderno. A partir do surgimento do Capitalismo, e da tomada da Razão, como forma de explicar o mundo, há um brusco rompimento com valores tradicionais, fortemente ligados à concepção religiosa.
A Modernidade, com seus intensos processos de mudança, não fornece novos valores que preencham os anteriores demolidos, ocasionando uma espécie de vazio de significado no cotidiano de muitos indivíduos. Há um sentimento de se "estar à deriva," participando inconscientemente dos processos coletivos/sociais: perda quase total da atuação consciente e da identidade.” (fonte: Wikipedia)

Dia de Carnaval.

Neste dia em que me disseram que teria que trabalhar para ajudar ao crescimento do PIB, sinto-me profundamente grato ao meu povo. E aos empresários do meu país que, naturalmente, também fazem parte desse povo.

Questionei-me sobre o que significaria a sigla PIB e descobri que o governo não falava afinal do PRODUTO INTERNO BRUTO, até porque o funcionalismo público (FP) em pouco ou nada contribui para este, mas de PIV = PREPARADOS para vos INFERNIZAR a VIDA!

Afinal, o povo deste país deu a resposta devida ao sr. primeiro-ministro que resolveu por os seus “dependentes” a trabalhar para dar boa imagem aos seus chefes troikeiros. Ai de que eles viessem cá hoje avaliar e dar novas instruções e o FP em grande folia carnavalesca, quiçá a celebrar o corte dos subsídios. “Aqui d’el rei”.

Com o seu líder António Saraiva à cabeça, os empresários do sector privado deste país resolveram maioritariamente encerrar as suas portas neste dia porque terão chegado à conclusão óbvia de que as tradições enraizadas num povo não se alteram por decreto e, muito menos, com duas semanas de antecedência.

Os valores e objectivos nesta nossa sociedade de tradição judaico-cristã há muito que estão em degradação, declínio e desaparecimento acelerado. A caminho da deriva identitária. Do vazio irreversível. Da sociedade das cifras e dos cifrões.

Hoje cheguei adiantado ao trabalho. Trânsito? Parecia um Domingo.

Aliás, a memória neste país é curta e o sr. primeiro-ministro ainda era uma criança quando a “moda” foi lançada por Vasco Gonçalves num célebre Domingo de 1975 (apesar de ficarmos a dever a esse mesmo vulto a obrigatoriedade dos subsídios agora retirados!).
Quanto ao PIV, sr. STEPS RABBIT (é Carnaval e o sr. também não vai levar a mal), já estamos a sentir na pele os seus efeitos a cada segundo que passa. 


Fico à espera de um apuramento por parte do INE do impacto deste “dia de trabalho” no crescimento do PIB, o bruto.

Bom Carnaval a todos, especialmente para nós, FP, que não necessitamos de máscaras até porque já nos investiram permanentemente no papel de pagadores da crise criada e desenvolvida por uns foliões que só neste dia vem, afinal, tirar a sua máscara e se apresentam como os verdadeiros “gigantones cabeçudos” deste corso panorâmico chamado Portugal.

Abel J. Varandas
2012.02.21

20 fevereiro 2012

Caros amigos 2


Caros amigos,

Se não tivesse outras (e tem!) o FB tem esta virtualidade de, através dos amigos, nos "aquecer" a alma quando a tribulação aperta.
O João está a recuperar bem! Aliás, ele é um campeão e vai vencer, mais uma vez!
A vitória da minha fé também acontecerá no momento certo. É essa a confiança que temos Nele.
A todos, incluindo aqueles que sem sequer me conhecer pessoalmente mas fazendo parte do mesmo Corpo, me fizeram chegar de várias formas o seu carinho e abraço amigo, a minha profunda gratidão. Bem-hajam e...continuando a orar...

Um forte abraço,

Abel José Varandas


18 fevereiro 2012

Caros amigos




Caros amigos,

Os que me conhecem melhor sabem que o meu filho, João Miguel, 18 anos, estudante de Engenharia Informática, vive com a mãe e é a "luz dos meus olhos".
Hoje de manhã fui surpreendido com uma chamada telefónica dele, que se encontrava na Urgência do Hospital desde as 6 horas da manhã com dores abdominais e que se veio a apurar ser uma cólica renal. O diagnóstico detectou um cálculo renal. 
Os mesmos amigos sabem também que há 9 anos atrás tive um acidente que me levou o cotovelo do braço direito.
Na altura, sem perceber muito bem porquê, a minha primeira reacção foi agradecer a Deus o acidente.
Mais tarde percebi porque o Espírito que habita em mim, me levou a "em tudo dar graças". Foi o Pai a chamar-me do caminho transviado em que eu me tinha envolvido. Percebi também que quando algo complicado nos acontece e a pergunta mais natural é "porquê?", o que devemos efectivamente indagar é "para quê?".
Tenho vindo a orar diariamente para que o João sinta "sede" de beber da Água Viva e "fome" do Pão da Vida.
Quem sabe se este problema de saúde surge para que ele perceba que não é auto-suficiente e sinta um apelo interior para conhecer Aquele que é Senhor de todas as coisas.
Assim o espero e por isso também oro. Bem como pelas suas melhoras.
Àqueles que se quiserem juntar a mim nesta oração, a minha profunda gratidão.

Vosso,
Abel José Varandas

08 fevereiro 2012

Carta aberta ao sr. primeiro-ministro




Carta aberta ao sr. primeiro-ministro


Não, não aderi ao acordo ortográfico. Escrever o seu título com letra “pequena” foi apenas para condizer com a sua estatura moral. O senhor, efectivamente, é minúsculo!
Minuscúlo porque não se limita a seguir princípios que alguns apelidam de neo-liberais mas que eu, e certamente muitos como eu, preferem chamar de fascizantes, retrógrados e impulsionadores de retrocessos civilizacionais inexplicáveis e incomportáveis a quem tenha um mínimo de bom senso. Não, o sr., muito para além disso, quis demonstrar com toda a clareza que também é mal formado, mal educado e, basicamente, um escroque moral.
Apelidar de “piegas” um povo que, directa ou indirectamente, o elegeu* é, no mínimo “escarrar” sobre a dignidade de uma nação que subsistirá muito para além de si e dos energúmenos como o sr.
Quero lembrar-lhe que se este país chegou perto do ponto miserável para o qual caminhamos inapelavelmente, deve-o ao sr. e aos seus colegas políticos corruptos, irresponsáveis  e criminosos que nos tem conduzido à beira deste abismo para onde continuam a empurrar-nos diariamente.
Faça um favor aos “piegas” e siga outro dos seus brilhantes conselhos, emigre! Isto é, se houver algum povo com dignidade que o aceite… Mas talvez a Merkel ou o Sarkozy, seus grandes amigos, o queiram por lá para continuar a insultar a inteligência de quem não está para o aturar.
Há quem ache que o sr. quis mascarar-se de político honesto e trabalhador.
Não! Discordo!
O sr. e os seus colegas vão tirar a máscara neste Carnaval e vão aparecer com a verdadeira face. 
E é, afinal, tão simples: bastará retirar o “i” ao epíteto que o sr. endereçou aos portugueses !

Abel  J. Varandas
2012.02.08

* Graças a Deus não votei em si!

04 fevereiro 2012

Uma grande senhora



Tuskegee4 de fevereiro de 1913 - Detroit, 24 de Outubro de 2005


Em 1 de Dezembro de 1955, Rosa Parks recusou-se frontalmente a ceder o seu lugar no autocarro a um branco tornando-se símbolo do movimento denominado Boicote aos Autocarros de Montgomery  (fonte:WIKIPEDIA)


"Saber o que tem de ser feito acaba com o medo. Quando eu me sentei no autocarro naquele dia, não fazia ideia de que iria fazer história, apenas pensava em chegar a casa. Mas eu tinha de me decidir. Depois de muitos anos a ser uma vítima...não desistir do meu lugar e tudo o que tivesse que enfrentar a seguir, não era importante...Senti que o Senhor me daria a força para aguentar o que quer que eu tivesse que aguentar. era altura de alguém se levantar - ou no meu caso, de se sentar."

- Rosa Parks
(in  A PALAVRA PARA HOJE 2012.01.29)


[Singela homenagem na passagem do 99º aniversário do seu  nascimento]

Livres

Livres

Jehovah Jireh

Jehovah Jireh

Deus Não Está Morto

Inspiração Bíblica Diária