31 julho 2013

PERVERSÕES APOLOGÉTICAS




Como é confrangedor assistir às rocambolescas apreciações e (pseudo) "alertas" lançados por alguns cristão evangélicos, nomeadamente, quando tem responsabilidades de liderança e, consequentemente, de "produção de opinião".
Usando métodos com laivos maoístas, os "grandes educadores do povo cristão" vem à praça pública demonstrar a sua pequenez argumentativa desde logo por tomarem a sua própria opinião ou hipótese hermenêutica como única verdade absoluta e incontestável.
Já se sabia que as traduções bíblicas que utilizam omitem algumas passagens do evangelho como, a título de exemplo, Mateus 5: 44-48 e 7:1,2, o que os leva a "desancar" em tudo o que mexa e não se articule com a sua "douta e impoluta", única aceitável, interpretação dos textos sagrados.
E vai daí há que bater no papa, considerado já como anti-Cristo como havia acontecido com os seus antecessores incluindo os que já morreram
e, afinal, se veio a verificar serem apenas precursores do dito...
Alguns, que estranhamente se continuam a auto-apelidar de cristãos, mantêm no ciber-espaço páginas apologéticas e execráveis de opinião pessoal cujo exemplo máximo é o blog "Shalom Israel" mais sionista que os judeus ultra-conservadores e onde se chega a fazer a aberrante apologia e branqueamento das acções bélicas absolutamente criminosas do actual estado e governo de Israel sobre, nomeadamente, CRISTÃOS(!) palestinianos.
Mas não se ficam por aí esses "profetas do fim do mundo"...
Depois é vê-los na sua tradicional postura paternalística a "excomungar" os "desviados" que se afastaram da "sã doutrina", sendo que esta é, para eles, nada mais nada menos que a sua visão estreita, mesquinha, linear, primária, divisionista e, tantas vezes, abstrusa que a sua cegueira intelectual e, sobretudo, espiritual cozinhou e que, de tão monolítica, não admite contestação numa demonstração inequívoca de desonestidade intelectual e, quiçá, até de má-fé intencional.
Da sua "lista negra" fazem já parte todos aqueles, onde eventual e orgulhosamente me incluo, para os quais já sentenciaram condenação inapelável.
Talvez porque a sua (minúscula!) bíblia também não tenha o versículo primeiro do capítulo 8 da carta de Paulo aos Romanos.

Omnia legenda, bona retinenda.

© A.J. Varandas
2013.07.31


Livres

Livres

Jehovah Jireh

Jehovah Jireh

Deus Não Está Morto

Inspiração Bíblica Diária