24 outubro 2011

SÍNDROME DE DAN BROWN


Carta Aberta a José Rodrigues dos Santos (JRS)


Reconheço que, embora um pouco desconfiado, aplaudi o lançamento do seu livro “A Fórmula de Deus”. A pouco verosímil mas, mesmo assim, aliciante tese da prova científica da existência de Deus apresentava-se como um impulso motivador para ler com alguma atenção essa obra. Não cheguei a fazê-lo e, provavelmente, não o farei. Não porque a obra até não merecesse eventualmente uma leitura, mas simplesmente porque a credibilidade do seu autor foi absolutamente auto-delapidada ao lançar recentemente o escabroso “O Último Segredo” que constitui a prova irrefutável do seu acometimento súbito de uma “doença” que já gravitando há imenso tempo no nosso interno panorama musical (o pimba), parece ter-se disseminado também na área literária light-lusitana e que tem, em si JRS, o expoente máximo no que respeita ao subtema misticismo e religiosidade.

Você, JRS, deve ter apostado que se tornaria a versão portuguesa do Dan Brown e então, toca de enveredar pelo facilitismo, pela controvérsia estéril mas apelativa e, na medida em que se torna ofensiva para o mundo cristão, instalando a polémica e pondo em causa mesmo as provas históricas, e, neste caso, desnecessariamente irrefutáveis, da falácia que pretendeu construir. Como tentar apresentar a tese da prova científica de Deus já deixou de vender – até porque deve ter-se apercebido que Deus só se entende e só é atingível pela fé – tratou, assim, de engendrar mais uma acha do filão à moda Browniana, agora versão portuguesa, e toca de lançar o iníquo “O Último Segredo” pretendendo ter descoberto “a pólvora” e a alegada “farsa do cristianismo”.

Certamente não tardará muito até à fundação da novel igreja “joserodriguesantiana” arauta da nova era.

Agora, JRS, de parvo você não tem nada. Entre os prováveis mais de 1000.000 exemplares vendidos em duas semanitas (como já indica o pimbómetro) e o epíteto de autor mais lido em Portugal, você, caro JRS, perante as dificuldades anunciadas para os funcionários da RTP, já tratou de garantir o futuro.

E pouco se importará se na sua testa exibir uma marquita numérica de três dígitos semelhantes…

Volto a desconfiar. Desconfio, agora, que você se terá deslumbrado ao julgar que até Deus seria seu leitor (cfr. Revelação 8:1).

Desengane-se, JRS. Ele sabe exactamente a farsa que você é.

Subscrevo-me,

Abel José Varandas



Post Scriptum

Ainda estou a “digerir” a sua revelação bombástica de que Cristo não era cristão. Fantástico, JRS! Conclusão brilhante!

Escusado será explicar-lhe que foram os discípulos de Jesus chamados pela primeira vez cristãos na cidade síria de Antioquia (cfr. Actos 11:26) por volta do ano 44 DC.

Mas como fazê-lo perceber que Marx também não era Marxista? Ou Salazar, salazarista?

Contudo, você poderá muito bem vir a ser o primeiro “joserodriguesantianista”…

(Queira Deus que seja também o último!)


Livres

Livres

Jehovah Jireh

Jehovah Jireh

Deus Não Está Morto

Inspiração Bíblica Diária