11 maio 2012

UM CONTO EGÍPCIO QUE PODERIA SER HEBRAICO

- dedicado à minha (ex?)amiga Elisa Cóias Rubin, que resolveu remover-me da sua lista 
de amigos após a minha publicação no Facebook deste conto no seu formato original.





- Senta-te aqui, meu filho. Quero contar-te uma estória. Disse o pai enquanto carinhosamente sentava o filho na sua perna direita.

Era uma vez…

...um turista que foi à cidade de Jerusalém, com o objectivo de visitar um sábio famoso.
O turista ficou surpreendido ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples e cheio de livros. As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.
- Onde estão seus móveis? – perguntou o turista.
E o sábio, muito depressa, perguntou também:
- E onde estão os seus?
- Os meus?! – surpreendeu-se o turista – Mas estou aqui só de passagem!
- Eu também! – concluiu o sábio.  *

- Sabes, meu filho, esse turista poderia ter sido eu. E esse sábio poderia ter sido Jesus Cristo.

Vou ler-te o que o Sábio dos sábios disse um dia sobre este mesmo assunto:

«Não se preocupem em juntar riquezas neste mundo, onde a traça e a ferrugem destroem e onde os ladrões assaltam e roubam." (Mateus 6:19 – A Bíblia para todos).


- Eis a estória que eu gostaria de ter tido o privilégio que o meu pai me tivesse contado um dia.
E que eu gostaria que viesses também a recontar a teus filhos.


Sabes, filho, como eu gostaria de ter sido aquele turista!




Reflexão:


Aprender é bom.
Aprender de um sábio é ainda melhor e um princípio de humildade. 
Logo, de sabedoria…


A.J. Varandas
2012.05.11



Livres

Livres

Jehovah Jireh

Jehovah Jireh

Deus Não Está Morto

Inspiração Bíblica Diária